Julgamento

“Quando julgar alguém, seja extremamente caridoso”.

Uma grande lição de vida, que devemos fazer de tudo para seguir, muito verdadeira e muito triste, pois geralmente as pessoas têm a tendência do julgamento precipitado, e, muitas vezes, nos baseamos em informações nem sempre comprovadas.

É muito perigoso julgarmos de acordo, por exemplo, com as aparências, com informações nem sempre comprovadas, pois poderemos estar cometendo erros irreparáveis, na maioria das vezes.

Temos a tendência de acreditar naquilo que nos chega como informação, e sem comprovarmos a autenticidade da mesma, se quem nos falou a respeito havia tomado conhecimento da realidade daquilo que estava difundindo ou se por leviandade iria espalhando boatos.

E normalmente quem toma esse tipo de atitude nem se preocupa com a realidade dos fatos, e muito menos tenta esclarecer o nível de realidade ao qual eles pertenceriam.

Julgar é um ato extremamente delicado, e envolve isenção de ânimos e muita seriedade, sabedoria e discernimento.

Temos vários tipo de julgamento, seja na área referente às escolhas, como padrões de beleza de pessoas, animais, produtos. E, claro, temos também o julgamento religioso, quando nos referimos a Deus, ao compensar ou punir o ser humano, e o jurídico, que se refere a uma decisão de um juiz que julga um ato e profere a sentença que ele acha adequada.

O julgamento é, na verdade, uma avaliação de fatores e condições, no que diz respeito ao que estamos julgando.

Mas ao julgarmos, é muito importante não sermos levianos quando expomos nossas ideias a respeito de pessoas ou eventos, opiniões que podem nos levar a situações delicadas, até inimizades.

Fato é que julgar não é quase nunca adequado para uma vida em sociedade, pois o possível erro poderá não ser perdoado, nunca.

E lamentaríamos, sem sombra de dúvida a perda de uma amizade duradoura, por não termos pensado antes de exprimirmos nossas ideias levianamente. O julgamento precipitado está sujeito a erros que podem resultar numa interrupção de relacionamento em que ambos os lados sairiam perdendo.

Por tudo isso, julgar é realmente muito delicado, e temos que evitar essa tentação de críticas abusivas, muitas vezes sem fundamento e que poderiam trazer resultados inesperados e prejudiciais.

Como dizia minha saudosa mamy, quem somos nós para nos metermos a julgar alguém?

E principalmente sem o devido conhecimento da verdade de cada um, pois todos os lados têm sua própria história, sempre.

A injustiça, tanto quando somos vítimas ou algozes, é triste e provoca a infelicidade de quem a comete ou é sua vítima, seja por atos, palavras ou simplesmente através de algum gesto de desprezo, muitas vezes infundado, o que, incrível que pareça, torna o autor extremamente infeliz.

Paradoxo?

Como li uma vez, melhor sofrer uma atitude injusta que cometermos esse horror que é a injustiça.

Abraços e bom domingo 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em março 22, 2015, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Eu concordo plenamente. Eu normalmente não julgo, mas me esforço muito, pois sem querer um comentário pode ser interpretado como julgamento. Acredito que as pessoas devem pensar mais neste assunto e julgar menos.
    Bjss

  2. Como sempre sua sabedoria uni-se a sua facilidade de expressão.
    Aristoteles diz que a base da sociedade é a justiça.
    Para que este axioma filosófico se constitua numa verdade praxista é necessário que o julgamento seja exercido sempre na busca da verdade.
    Para isso, sob a égide da ética, devemos evitar impulsos e paixões de natureza pessoal ou de qualquer outra origem.
    No âmbito do direito aprendemos que os valores éticos devem ser preferencialmente observados diante de qualquer questão jurídica em julgamento, mesmo que revestida de reconhecimento legal.
    Bjs

  3. Sueli Puccinelli Geraldi

    Amanda querida!
    Realmente temos que ser muito cautelosos para não julgar alguém precipitadamente, sem o devido conhecimento! Muitas vezes o fazemos sem perceber, talvez por culpa da pressa , ou do imediatismo da vida moderna! Todo cuidado é pouco! Assim teremos mais chance de tornar o mundo melhor e mais generoso!
    Super beijo
    Sueli

  4. Amanda sabias palavras
    Fiquei admirada!
    Sabedoria ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s