Arquivo mensal: outubro 2016

Energia da vida

Uma das melhores atitudes que devemos tomar em nossa vida é o hábito de tentarmos sempre atrair energias positivas, pois sem elas, não adotaremos posições que nos façam atrair aquilo que desejamos alcançar.

Não podemos nos esquecer de que tudo no Universo está ligado, e que tudo aquilo que fazemos para as pessoas ou ambientes que frequentamos podem retornar para nós.

E será que estaremos preparados para as consequências que advirão como resultado de nossas atitudes inconsequentes?

Pensemos bem, por exemplo, antes de poluirmos o espaço em que vivemos, pois mais tarde poderemos sofrer pelas nossas atitudes em nosso próprio espaço, não nos esquecendo de que a energia é tudo o que nos rodeia, não podemos vê-la, nem tocá-la, daí a ilusão de que ela possa não existir.

Agir positivamente é a maneira mais fácil de atrair a energia positiva, seja em qualquer ramo de atividade humana, tanto espiritual, quanto materialmente.

Não podemos escapar de energia negativa, se agirmos negativamente, portanto, a forma mais adequada de atrairmos a energia positiva é conseguirmos agir positivamente, pois nada cai do céu, sem nada fazermos para isso.

Podemos começar a valorizar o ambiente em que vivemos, isto é, nossa casa, que é o ambiente mais frequentado por nós e mais sagrado.

E alguns itens podem nos ajudar, como plantas adequadas e janelas, por exemplo, que nos proporcionem luz que trarão boas energias e bons fluidos para o ambiente.

Fotos de amigos e parentes queridos que fiquem expostas também nos traz energia positiva e alegria cada vez que vemos e nos lembramos de momentos felizes que tenhamos passado em companhia dessas pessoas.

Cuidemos bem das cores adequadas que transmitem energia dentro de nosso lar e que cada vez que chegamos a um ambiente de casa, nos sintamos contentes de estarmos ali a qualquer momento.

Não nos esqueçamos de que tudo no mundo está interligado, e tudo o que fazemos em relação às pessoas ou aos ambientes está conectado, e toda ação traz um resultado, pode não ser na hora, mas chegará em algum momento.

Claro que só pensar positivamente não vai nos trazer o que desejamos na fase prática da vida, temos que aliar o pensamento às nossas atitudes, também positivas, como procurar na prática realizar nossos desejos, seja de trabalho, no lar, a realização em geral.

Devemos tentar procurar afastar de nós pessoas que só falam em fracassos, ou que nada esperam da vida. É uma energia pesada, que não precisamos.

Assim, nos preparamos para atrairmos energias positivas, pessoas que pensam de maneira a realizar os resultados que esperavam e pelos quais lutaram.

Isso, provavelmente, nos ajudará a atrair atitudes positivas, e portanto, os resultados que chegarão no progresso de nossa vida.

Abraços e bom domingo, somente com pensamentos que nos ajudarão, com certeza 🙂

Amanda

Anúncios

Criticar

Quando criticar alguém, colocar-se no lugar da outra pessoa.

Essa pode ser uma boa idéia para a convivência o mais ideal possível, pois exige de todos nós um grande discernimento no sentido de conseguirmos ser justos na maioria das situações que nos são apresentadas.

Criticar sem fundamento é um risco de erro, muitas vezes sem termos oportunidade de nos corrigirmos, e nos arriscando a fazermos juízo sem fundamento, e com isso tomarmos uma atitude injusta em relação à pessoa em questão.

A crítica precipitada costuma nos levar a injustiça difícil de ser desfeita e nos cria situações delicadas, cujas consequências podemos não conseguir anular ou contornar.

Por isso, antes de criticarmos algo ou a atitude de alguém, temos que refletir muito sobre o assunto e estudarmos cada situação e suas consequências para não nos arrependermos mais tarde e não termos a chance de refazermos uma ocorrência que nos esteja prejudicando de alguma forma.

E também analisarmos friamente antes de cometermos alguma injustiça ou agirmos de maneira incorreta em relação a alguém, simplesmente por uma situação que não signifique a mesma atitude que tomariam em outro momento. Se tomarmos esse cuidado, teremos menos chance de sermos injustos.

Claro que, se formos instados a emitir uma opinião, teremos que fazê-lo com muita honestidade, pois quem nos questiona, terá a confiança e a disposição de nos ouvir e poderá analisar se estamos certos, e isso ajudará em soluções futuras e adequadas.

Não somos infalíveis, e portanto, somos sujeitos a erros de raciocínio, de julgamento, mas se formos suficientemente humildes para ouvir alguma critica, ficaremos menos propícios a enganos, mesmo que seja algo sem muita importância.

Claro, uma crítica nem sempre é negativa, pois ela pode transmitir um conselho que esteja contribuindo para a melhoria até de uma vida, principalmente se for acolhida com boa vontade, às vezes, conseguimos mudar algo em nossa vida e alcançar resultados positivos, e até melhores do que esperávamos.

A crítica construtiva pode incentivar o criador seja de arte, seja na literatura, ou em outra área, e assim levar a pessoa em questão a progredir em sua atividade, pois ela, em estado de realização e felicidade, fica cada vez mais motivada.

Portanto, tenhamos muito cuidado ao fazermos uma crítica. Podemos fazer, se instados a fazê-la, mas com muita cautela para não destruirmos uma idéia até mesmo no momento de sua criação ou antes dela ser completamente exposta, arruinando qualquer instinto criativo.

Claro que os críticos especializados, seja em assuntos variados, como bebidas, comidas, e os espetáculos, cinema, etc, deverão fazer seu papel e analisar o que vêem de acordo com sua especialidade, mas nossa opinião também é importante, e, de outro lado, como diz o dito popular, gosto não se discute!

Abraços e bom domingo, tentando ouvir críticas que possam nos ajudar a progredir e nunca destruir a alma criativa 🙂

Amanda

Consolo

Sempre escutamos de nossos pais que devemos consolar os que estão tristes, desamparados, com problemas a serem resolvidos, e situações que parecem sempre insolúveis.

Temos mesmo a obrigação moral de consolarmos os tristes que conosco convivem ou que temos a ocasião de encontrar. Ainda que seja através de palavras poderemos ter a ocasião de evitarmos algum desespero de quem esteja sofrendo e se achando em situação sem solução provável.

Muitas vezes, se nos colocarmos na situação do nosso próximo, saberemos o que nos seria de grande valia em ocasiões difíceis e cuja resolução não conseguimos encontrar.

Assim, poderemos emitir palavras e instituir atitudes que possam consolar, simplesmente agindo como gostaríamos que agissem conosco.

Palavras que aliviam nosso sofrimento sempre chegam na hora certa, seja na perda de algum ente querido, num fracasso em nossa vida profissional ou pessoal, na perda de um trabalho que vínhamos desenvolvendo e cujo resultado não chegou como esperado.

Um aperto de mão na hora de um desgosto, ou um abraço apertado podem muito bem nos consolar na tristeza de um acontecimento inesperado, amenizando, pelo menos um pouco, a agonia do momento.

Aliviar as mágoas ou as dores sentimentais de alguém, dado com sentimento e amor, se torna um conforto para quem recebe.

A religião e a família são, em grande parte, dois núcleos importantes quando procuramos apoio. Simples frases de consolo já aliviam um amigo ou familiar que esteja enfrentando algum tipo de problema ou uma crise, assim como um abraço, que mesmo em silencio, significa carinho, amor, afeto e amizade, seja em que situação for, alegre ou triste.

O abraço aumenta o bem estar e tem a particularidade de ampliar esse sentimento e estado de felicidade a quem for dirigido.

Tanto que sempre em manifestações verbais ou escritas, nos despedimos com “um abraço”.

O consolo é um ato de tentar aliviar o sofrimento emocional, ou seja, as mágoas e tristezas que alguém esteja sentindo.

Se nos colocarmos no lugar de alguém que esteja sofrendo algum tipo de mágoa, fica mais fácil emitirmos palavras e atos que possam servir para diminuir o sofrimento, ou amenizar alguma situação difícil.

Mas não nos esqueçamos de que o consolo é o repouso do caminho.

Apenas restauradas nossas forças, devemos nos levantar rapidamente e seguir a viagem que havíamos empreendido.

Não podemos deixar de ter a esperança, praticá-la, pois quando ela se torna um hábito, conseguimos alcançar um estado maior de felicidade. Assim, devemos manter sempre a fé no amanhã, pois sabemos que até mesmo o sofrimento nos torna mais maduros e fortes.

Se sofremos hoje, muitas vezes estaremos passando por uma prova da qual deveremos retirar uma lição de vida no futuro.

Vamos, portanto, tentar consolar os que precisam de nós e buscar também o conforto necessário com as pessoas queridas.

Bom domingo, não nos esquecendo de dar nosso apoio sempre que formos solicitados 🙂

Amanda

Um dia a mais

Cada novo dia é um dia a mais para amar, um dia a mais para viver, um dia a mais para sonhar!

Se soubermos aproveitar cada dia de nossa vida, provavelmente o viveremos realmente com mais alegria, e portanto, mais felizes.

Devemos considerar um presente divino cada dia que recebemos com vida e saúde, pois sem estarmos saudáveis, nada de material nos compensará, por isso temos que valorizar o tempo de convívio que nos foi concedido, e vivê-lo intensamente, cultivando o bom humor e a boa convivência.

Todo dia é um dia a mais que recebemos para viver, e nesse caso, é nossa responsabilidade vivê-lo da melhor maneira possível, dentro de nossos conceitos, de nossa possibilidade, e principalmente, com responsabilidade.

Evidentemente, temos dias mais difíceis, com problemas diversos, mas tentemos encará-los com vontade, e decididos, para que não aumentemos as dificuldades que nos trazem.

Tentemos dar de nós, antes de pensarmos em nós, conceito que devemos respeitar e que sempre terá boa acolhida no sentido de amenizar problemas e vicissitudes dos que nos cercam.

Não nos esqueçamos de que não devemos nos render diante da turbulência mundial atual e encararmos com altivez e espírito bondoso situações que tentam nos agredir constantemente.

Vivermos cada dia intensamente é um dos grandes segredos de quem realiza cada momento, e com isso, conseguirmos fazer da vivência com o nosso próximo grandes momentos dos quais nos lembraremos sempre com carinho.

Lembremos que o dia que passou não voltará jamais. Poderemos ter dias melhores, diferentes dos anteriores, mas aquele não veremos mais.

E, se recebemos mais para viver, devemos fazê-lo da maneira mais confortável que pudermos e que nossa situação nos permita.

E assim, vamos pensar e tentar viver bem um dia de cada vez, procurando realizar o máximo que conseguirmos, dentro de nossa capacidade, claro, e dentro de nossas possibilidades, tanto materiais, quanto espirituais.

Nossa força de vontade conta muito em todas as ocasiões em que formos solicitados a uma realização, assim como nossa disponibilidade, para usarmos nosso raciocínio e tirocínio em nossos projetos e realizações.

Fazermos o bem sempre que pudermos e distinguir as ocasiões é o que tem realmente valor em nossa vida, como li um dia, o que se leva desta vida não são bens, mas sim o bem que aprendemos a fazer.

Ou como diz uma amiga muito querida, o que se leva desta vida é a vida que a gente leva!

Temos que ter em mente que tudo o que é bom pode passar, mas o que não é tão bom também passará.

Por isso, um dia a mais poderá nos dar a chance de sempre tentar fazermos o bem a quem nos rodeia, lembrando-nos de que pessoas felizes partilham informações enquanto as tristes as escondem; as felizes perdoam enquanto as tristes costumam guardar rancor.

Cada dia a mais em nossas vidas nos dá a chance de vivermos intensamente, amando e até mesmo desculpando nosso próximo, se necessário.

Desenvolver o companheirismo é fundamental, pois com ele nossas alegrias serão divididas, assim como nossos eventuais problemas.

Abraços e bom domingo, um dia a mais que a vida nos deu 🙂

Amanda

Não cultivar a amargura

Para nos sentirmos mais felizes devemos procurar retirar a amargura do nosso coração, e deixarmos entrar nele a docilidade.

Claro que, em certos momento não é fácil, pois muitas vezes não podemos superar tristezas inerentes a desgostos que a vida nos traz, mas se não temos motivos graves, devemos tentar passar os momentos mais difíceis, pois, às vezes, com otimismo tudo poderá ser superado mais facilmente.

Se mantivermos nossa consciência de que ao cultivar o otimismo ao invés da amargura, teremos mais chances de passarmos por situações difíceis com menos tristeza.

Claro que a vida, em muitas ocasiões, nos traz acontecimentos duros de ultrapassarmos, doenças e faltas de parentes e amigos, dificuldades financeiras e outras, mas nos referimos justamente a ocasiões mais fáceis de serem superadas, e as quais dramatizamos.

Questão de nos habituarmos ao raciocínio do que seria uma razão para nos aborrecermos, ou se o fazemos habitualmente por qualquer pequeno problema que nos chegue e que, com boa vontade, possamos solucionar sem fazermos disso uma desgraça.

Devemos deixar a amargura para algo que realmente seja um motivo e para o qual a solução seja inatingível, pois se usamos nosso raciocínio para nos ajudar a distinguir esse tipo de situação, veremos muitas vezes que não tínhamos razão para nos aborrecermos, e que a solução estaria próxima de nós.

Para isso mantermos nosso sangue frio e raciocínio nos ajudará em situações mais difíceis, sem fazermos drama inútil.

Tentar dificultar a chegada da amargura em nosso organismo provavelmente será muito saudável à nossa saúde física e mental.

E, claro que, quando temos saúde, tudo nos parece mais bonito e a vida nos apresenta seus aspectos positivos, e com isso, obtemos resultados que nos façam felizes e realizados no que nos propusermos.

A amargura é, na verdade, excesso de sofrimento, e devemos entender as circunstâncias a que somos submetidos, e assim tentarmos evitar a situação, cultivando a suavidade para o amanhã.

A tristeza é uma preliminar da amargura, pois aquela pode passar dependendo de como encaramos os problemas a serem resolvidos e a amargura nos parece algo mais duradouro e permanente, contra a qual devemos aprender a lutar.

E temos que nos policiar sempre, pois é como se fosse um veneno que pode se desenvolver e crescer dentro da pessoa – até quase despercebida por ela mesma.

Vamos, portanto, tentar manter sempre o otimismo e alegria o mais possível, para vivermos felizes, espantando a amargura, o que influenciará, seguramente em nossa saúde física e mental, nos proporcionando uma vida mais saudável e agradável, nos permitindo passar esse mesmo otimismo e alegrias ao nosso próximo.

Um abraço, ótimo domingo, sem nenhuma amargura em nosso coração 🙂

Amanda