Falhas/esquecimento

Não vou falar aqui hoje de falha de caráter ou algo desse tipo e sim de pequenas falhas que todos cometemos e pelas quais podemos sofrer críticas por parte de quem nos rodeia e nos solicita.

É perfeitamente normal nos esquecermos de algum fato ou número sem grande interesse para quem está tratando de determinado assunto.

Na maioria das vezes, nem é de tanta urgência e tão importante, e a falta da lembrança toma uma dimensão fora de qualquer controle.

A cobrança se torna algo maior do que a própria informação.

Quando falhamos, não quer dizer que não demos a devida importância a algum fato relevante e importante ao próximo, e sim, que por qualquer motivo, falhamos.

Cabe a quem deveria ser informado, compreender e tolerar, pois nada vai alterar o que já se passou.

Tentar corrigir a falha da informação é o melhor caminho, pois evita até a humilhação que se impõe ao se cobrar algo que não tem retorno.

Se fala mesmo que o esquecimento é um dos males do século e que não está necessariamente ligado à alguma doença cerebral e sim que pode ser algo até mesmo momentâneo, consequência de ansiedade, muito comum nos dias de hoje.  Muitas vezes, se trata simplesmente de uma memória super carregada, que, como num computador, tem seu limite alcançado e necessita ser esvaziada ou descarregada, de vez em quando.

Eu sempre tive uma tolerância enorme e uma complacência com falhas e/ou esquecimentos, e, pessoalmente, não costumo cobrar algum esquecimento por parte de quem convive comigo, pois compreendo que o constrangimento de quem se esquece de algo  já é tão grande que a minha cobrança só o tornaria  maior e não resolveria nada.

Me lembro que minha mãe, já mais idosa, tinha, como é de se esperar, falhas de memória e me perguntava a mesma coisa algumas vezes seguidas.

Às vezes, enquanto me arrumava para sair, ela fazia a mesma pergunta:

“Onde você vai, minha filha?  Está tão bonita!”

E eu respondia com o mesmo carinho a mesma resposta e saia feliz por vê-la feliz também.

Não me custava nada.

Mau humor não me pega, e muito menos a cobrança por algo que realmente foi esquecido.  Cobrar não resolve, pois quem se esquece já esqueceu e pronto!

A falha pode ser um engano, um equívoco, um insucesso, um erro, uma imperfeição.

Claro que nenhum de nós gosta de falhar.

Temos uma tendência à perfeição, mas temos também que ter em mente que a perfeição não existe e que a tolerância com as falhas alheias sempre nos ajudará no convívio pacífico com quem quer que seja.

Todos nós temos responsabilidades em vários ramos da atividade humana, inclusive as crianças, que já têm obrigações, as quais anos atrás eram restritas aos adultos.

É necessário termos compreensão e tolerância com falhas e esquecimentos de nossos amigos e parentes queridos, para mantermos uma convivência alegre, e que, seguramente, faz muito bem à nossa alma e ao nosso coração.

Abraços e bom domingo 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em setembro 1, 2013, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Olá Amanda!
    Nos conhecemos ontem e adorei você. Achei que posso aprender muito com você, virei sua leitora.
    beijos.
    Ivone

    • Olá Ivone,
      Eu tb adorei conhecê-los, vamos nos encontrar mais vezes agradecemos ao nosso amigo Noronha por ter nos convidado para esse jantar tão maravilhoso e que nos deu a chance de encontrar pessoas tão especiais como vcs.
      Beijos
      Amanda

  2. É muito constrangedor esquecer uma data de aniversário de pessoas tão queridas,as vezes lembro varias vezes dias antes no dia basta ser muito cheio de compromissos,quando venho lembrar já é noite.fico muito mal.

  3. Falho bastante, minha memoria e pessima, tento usar varios lembretes, mesmo assim nao sao infaliveis. Adorei….bjs Anete

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s