Guardar mágoas

Guardar mágoas não leva a nada, aprendi desde cedo, no sentido de não ficarmos sofrendo sem conseguirmos esquecer ou perdoar algo que nos tenham feito e que tenha nos magoado.

Rancor não constrói e somente serve para prejudicar, muitas vezes, uma grande amizade.

Se alguém nos fez algo que nos desagradasse ou nos magoasse, temos que tentar entender até mesmo o ponto de vista daquela pessoa, e pensarmos que se estivéssemos no seu lugar naquela situação, será que não agiríamos da mesma maneira?

Inclusive pensarmos que talvez tenhamos agido de maneira inadequada naquela situação, e achássemos que tínhamos razão.

Por isso, sempre digo que devemos pensar bem antes de tomarmos alguma atitude inadequada provocada pela irritação do momento e fazendo com que tivéssemos reações que, de cabeça fria, não teríamos de forma nenhuma.

Claro que não somos perfeitos e, às vezes, respondemos dentro do instinto com a primeira reação que nos foi provocada, mas se conseguirmos raciocinar, poderíamos fazer de outra forma e nossas respostas seriam outras, menos agressivas.

Fácil não é, claro, se assim fosse não haveriam tantas divergências.

Muitas vezes, quem tem a reação pode até estar com a razão, só que normalmente não leva a nada, e sim a inimizades irrevogáveis, das quais as pessoas se arrependem.

E aí entra nosso raciocínio e a tentativa de que esse mal estar não se perpetue, nos dando a oportunidade do perdão e da compreensão, na maioria dos casos.

Evidentemente, podemos nos magoar com algo que nos foi dito, com alguma atitude que não esperávamos, mas o que defendemos, é que na maioria dos casos, poderíamos tentar perdoar e seguir algum relacionamento que tenha sido interessante e precioso para nós.

E, para isso, o diálogo é insubstituível.

Li uma vez e se tem dúvida a quem é atribuído: “Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra”.

Mágoas não trazem felicidade, e se conseguimos perdoar, com certeza nos sentiremos melhores pessoas, e viveremos melhor, curtindo nossos momentos felizes e sem aquele peso da raiva que só nos consome, e não leva a nada, mesmo!

Abraços e bom domingo, sem curtirmos mágoas inutilmente 🙂

Amanda

 

Anúncios

Publicado em agosto 19, 2018, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Cauby Pinheiro Junior

    Muitas pessoas dizem: Eu perdoo, mas não esqueço!” Na verdade isso não é perdoar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s