Presunção

Presumir, tirar a conclusão baseada em indícios, dicas e aparências é, antes de tudo, uma idéia antecipada e precipitada sobre qualquer tema, muitas vezes sem conhecimento profundo sobre o assunto a que se refere inicialmente.

Vemos muito frequentemente, esse tipo de atitude, por falta de humildade, de reconhecimento de sabermos até que ponto temos informação suficiente para discutirmos o tópico em questão.

Podemos até presumir que temos a capacidade, e podemos ter mesmo, mas o que sabemos não justifica a insistência sobre o significado de determinados conceitos, pois tudo depende das circunstâncias do momento.

Um dos sinônimos de presunção é exatamente a pretensão, a soberba, a ideia de que se possa vangloriar, o que é algo reprovável, pois não somos donos da verdade.

Mesmo porque presumir pode se dizer que seria um fato futuro por adivinhação, e como não somos adivinhos, temos que evitar a atitude de presunção, inclusive para não darmos aquela impressão errônea de infalibilidade. Triste verdade, mas não somos mesmo infalíveis!

A presunção pode atrapalhar e atrasar o progresso em todos os sentidos, principalmente nosso desenvolvimento espiritual. As pessoas que a possuem estão certas de haverem atingido os resultados desejados, e lhes falta a humildade necessária para reconhecerem sua incapacidade. 

Temos que entender que sempre encontraremos quem tem maiores conhecimentos do que aqueles que possuímos, ou porque estudaram mais do que nós sobre determinados assuntos, ou porque possuem a capacidade nata para se defrontarem com aquilo que aprenderam e que escolheram.

Por isso, devemos ter humildade e desenvolver nossa capacidade de reconhecer que temos sempre muito a aprender com o nosso próximo, independente de sua posição econômica, cultural ou social. Quem sabe, se escutarmos, não teriam algo a nos ensinar sobre determinados assuntos e atividades das quais desconhecemos?

Se deixarmos de lado nossa presunção de sabermos mais do que os que nos rodeiam, poderemos aprender cada vez mais e dessa forma colaborarmos cada vez mais com a sociedade da qual fazemos parte, transmitindo também nosso conhecimento para ajudar quem está perto de nós e mesmo os que estão longe e que nos necessitam, seja social ou financeiramente, ou mesmo com palavras de conforto numa situação em que os sentimentos estiverem mais frágeis.

Devemos nos cuidar para não sermos presunçosos, no sentido de nos acharmos os melhores no que atuamos, no que fazemos profissionalmente, pois se ficarmos presunçosos, não teremos jamais a humildade de tentarmos aprender com quem sabe mais do que nós.

E reconhecer essa qualidade no próximo é um sinal lindo de sabedoria.

Sejamos sábios, então!

Abraços e bom domingo 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em setembro 17, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s