Desistir

Muitas vezes, nossa tendência seria desistir de algo que empreendemos, que criamos e achamos não ter dado os resultados que esperávamos, ou não termos conseguido chegar onde gostaríamos.

Então, sem fazermos todo o esforço necessário, acabamos por desistir de tentarmos novamente, até que tenhamos conseguido atingir nosso objetivo inicial.

Ou acabamos facilitando, e deixando por menos, como dizemos.

A desistência de uma luta pelo que desejamos, normalmente, significa que nos acovardamos, de certa forma, e desistimos mediante uma dificuldade que se apresente, o que é compreensível, dependendo, claro, da importância que determinada luta tenha para nós.

Significa que renunciamos a algo, e se isso teria muita importância, essa desistência pode nos trazer uma grande frustração e nos fazer infelizes, nos culpando e nos achando incapazes de uma batalha, que, com esforço poderia ser dominada.

Se nos damos por vencidos, a batalha já estará perdida, mesmo antes de nossa luta se iniciar.

Desistir se refere a uma ação ou algo já empreendido.

Pelo menos, a luta deverá ser uma constante para tentarmos alcançar o resultado com o qual sonhamos, e que seria importante para o desenvolvimento de um empreendimento.

Existe uma teoria que diz que se somos capazes de idealizar e sonhar, temos também a capacidade de realizar.

Acredito plenamente!

Mas nem sempre é assim, pois muitas vezes sonhamos com algo e chegamos à conclusão de que não tivemos a capacidade, seja por que for, de realizar, ou por falta de meios intelectuais ou materiais.

Desistir de uma idéia que tivemos a vontade de idealizar, seja na vida profissional, particular, amorosa ou familiar, nos traz uma idéia de fracasso que não nos agradará, com certeza.

Temos que lutar contra esse tipo de desgosto e não ficarmos achando que não temos a capacidade, pois todos dependemos também de fatores externos, muitas vezes, independentes de nossa vontade.

Porém, temos também que entender que desistir, muitas vezes demonstra uma clareza de nossa mente, uma análise profunda de que o que estaríamos para empreender não seria adequado para nós naquele momento e que estaria sujeito a um fracasso.

O ideal, em caso de uma possível falha em algo que empreendemos, é tentar novamente, com ânimo dobrado, e analisarmos o nível de dificuldade que tenhamos encontrado, a fim de continuarmos nossa luta pelo que estamos empreendendo naquele momento.

Se dificuldades se apresentam, seja em nossa vida particular, social ou profissional, temos que nos esforçar para iniciar nova e valente luta no sentido de vencer.

Não é fácil, sabemos, mas com honestidade de princípios e de luta, nossa tendência será pela conquista da vitória, com a qual sonhamos ao iniciarmos a batalha que estamos travando.

Coragem e boa vontade é o que devemos nos esforçar para cultivarmos sempre, e reiniciarmos nossa luta diariamente.

Bom domingo, boa luta e boa vitória sempre 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em julho 2, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. NÃO DEVEMOS DESISTIR!!

  2. Corrigindo o corretor….a preguiça!

  3. Bom dia amiga! Também acredito na possibilidade dos sonhos se concretizarem, se deixarmos a preguiçosa de lado. Ótimo domingo! Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s