Conveniência

Devemos sempre estar conscientes do que seja conveniente ou não, pois se isso não acontece, estaremos sujeitos a agir de maneira inconveniente, e incomodar as pessoas, sem nos darmos conta.

Por isso, pensarmos muito antes de agirmos em qualquer situação, seja por motivos alegres ou tristes, cumprimentos ou lástimas. Se não o fizermos de maneira conveniente, nos sujeitamos a incomodar nossos amigos, pensando que estaríamos agradando ou sendo gentis.

Tudo deve ter sua medida para que seja agradável, e não cometermos o que chamamos de “gafes sociais”.

A inconveniência é algo que poderá nos trazer consequências graves, como inimizades, antipatias, o que pode tornar nossa vida infeliz e, muitas vezes, sem condições de refazermos contatos que até gostaríamos que fossem refeitos.

Em todos os ramos da atividade humana, podemos usufruir de momentos de prazer, e, para isso, devemos nos adequar à situação existente, para não cairmos na inutilidade daquilo que planejamos.

Devemos sempre ter em conta as normas sociais que compartilhamos com nossos amigos, funcionários, parentes, para evitarmos de incorrer em erros que podem comprometer um vinculo amistoso que até aquele momento foi agradável e útil a todos nós.

O que não podemos, nunca, é usarmos alguma relação de amizade, simplesmente por interesse, ou por acharmos que podemos retirar alguma vantagem, pois isso pode comprometer toda uma relação que tenhamos levado, muitas vezes, uma vida para conquistarmos.

Não podemos e nem devemos nos esquecer de que, para sermos convenientes, temos mesmo que obedecer a normas sociais compartilhadas, ter em conta as conveniências, para tornarmos nossa vida mais fácil aos nossos amigos e parentes.

Conveniências são regras pré estabelecidas e disso não podemos fugir, ou nos arriscamos a perder amizades, e até mesmo nem iniciar uma amizade que poderia ser de longa duração.

Não devemos nos esquecer de que conveniência é o que convém a alguém, é a qualidade do que é apropriado ao fim ao qual se destina, e estudarmos bem, pois o que é conveniente para uns, pode não ser para outros. É questão de adequação.

E tudo isso, sem nos esquecermos sempre que conveniências devem ser utilizadas em conformidade com nossas regras familiares e sociais.

Devemos procurar sempre a harmonia de planos e de pensamentos, para não usufruirmos simplesmente de vantagens que nos sejam oferecidas em determinadas situações de nossa vida, pois elas sempre aparecem.

Tentarmos, portanto, agir dentro, evidentemente, do que nos convém, tanto em negócios quanto em divertimentos, mas sem nos esquecermos de atuarmos de acordo com as conveniências da situação e do momento.

Dessa forma, evitaremos futuros aborrecimentos e tristezas por não termos conseguido manter relações que nos fazem bem, e que são importantes para nós.

Abraços e bom domingo bem conveniente 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em maio 7, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Precioso, ensinamento Amanda : “A inconveniência é algo que poderá nos trazer consequências graves, como inimizades, antipatias, o que pode tornar nossa vida infeliz e, muitas vezes, sem condições de refazermos contatos que até gostaríamos que fossem refeitos.”
    Para decorar…

  2. Norma Bobadilla

    Como sempre Vc nos mostra como melhorar situacies que muitas vezes nao sabemos cómo lidar com ela 🌷👏👏👏Obrigada querida amiga por dedicar todo estés concelhos a cada uma de nos ! Beijos ❤😘

  3. Amanada querida, mais uma vez vou aprender algo com os seus textos!!! Muito bem colocado!!
    Beijo

  4. Manoela Harada

    Amanda, querida! adoro os seus posts, me vejo em cada uma das situações que você exalta e me vejo na narrativa de todas elas, temos uma linha de raciocínio muito parecida.
    Realmente as pessoas são convenientes quando as convém, a sociedade está assim vem a mim a meu reino.
    Saibamos separar o joio do trigo.
    Um abraço e boa semana.

  5. Boa Tarde querida amiga.
    Saudades de voce!
    Estava lendo teu texto tão oportuno,
    quando me dei conta das inúmeras vezes que me omiti na vida com medo de ser inconveniente …..uma cautela exagerada.
    Beijo grande

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s