Pedir e Agradecer

Normalmente exigimos dos outros esse tipo de comportamento, mas será que nós mesmos agimos de maneira correta ao solicitarmos algo e nos policiamos para, ao conseguirmos, nos lembrarmos de agradecer?

Pensemos bem, pois quem nos faz um favor, uma caridade, ou atende a algum pedido que façamos, espera, pelo menos, que valorizemos o que foi feito, e receba de nós uma palavra que seja, de carinho e reconhecimento.

Cada vez que atingimos o nosso objetivo, seja em que âmbito for, nossa obrigação é agradecer a Deus, para quem acredita, pela chance de termos alcançado o que desejávamos, e também agradecer por termos tido a oportunidade de nos utilizarmos de nossa capacidade de planejamento.

Aprendemos que toda vez que pedimos algo, temos que prestar nosso reconhecimento, seja do ponto de vista material ou espiritual, de acordo com nossa fé e crença.

E temos sempre que tentar desenvolver nossa capacidade de pedir, considerando que não é nenhuma humilhação pedirmos quando temos a necessidade de algo, seja para pedirmos a alguém uma ajuda material ou seja uma ajuda espiritual de acordo com nossa crença.

O importante, sempre que pedimos algo, é realmente não nos esquecermos de agradecer devidamente, pois algumas pessoas só se lembram de pedir e nunca de dizer um simples obrigado, o que as torna incapazes e tímidas de tornar a pedir.

Um dia li um trecho de uma oração pedindo ao Senhor a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida para um novo avanço.

É desse modo que tento encarar a vida, e os acontecimentos que, mesmo não acontecendo da maneira que programamos, não nos tira a esperança, e nos dá um estímulo para a luta que estejamos desenvolvendo.

Pedir é, sempre, uma maneira de encararmos com humildade nossa condição de necessitados de alguma forma, pois precisar não se trata somente de questões financeiras ou físicas, mas também podemos simplesmente estar precisando de um gesto de carinho, um aperto de mão, que nada custa.

E, nesse caso pedimos, sem nenhum problema, nem nenhum complexo de inferioridade, mas até mesmo deixando claro que, se pedimos é um reconhecimento de sua possível superioridade em determinado assunto que deve conhecer melhor do que nós.

Só não devemos nos esquecer de que toda dívida, por menor que seja, deverá ser alvo de agradecimento, e, se possível, de retribuição assim que tenhamos a oportunidade de fazê-lo.

Sem reclamarmos, esperemos, com boa vontade, as coisas boas que nos acontecem, e bem espertos para que as coisas ruins que nos chegam também possam ser encaradas de forma que possamos ultrapassar, com a ajuda que consigamos atingir.

E, não nos esqueçamos de tentarmos pedir menos e agradecer mais!

Bom domingo, com agradecimentos pelas nossas realizações 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em fevereiro 19, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s