Confiança e Perseverança

Consideramos vários aspectos de confiança, tais como a confiança que temos no nosso próximo, a maneira como somos tratados por nossos circunstantes, depositando em nós momentos e ocasiões nas quais nos confiam tanto sentimentos e ideias que não repartiriam com outras pessoas, assim como bens materiais.

Não devemos nunca nos arriscarmos em que nossa confiança se perca diante de alguém, pois ela, provavelmente, jamais irá se recuperar, é um caminho sem volta, decididamente.

E, importante, confiarmos em nós mesmos, para conseguirmos, assim, ganhar a confiança de nosso próximo e alcançarmos o sucesso que programarmos em nossas atividades ou em nossa vida particular.

Não nos esquecermos de que a confiança é uma viagem só de ida, ela não se recupera uma vez perdida, por isso temos que construir sempre uma maneira de viver de tal forma que possamos ganhar a confiança de quem conosco convive.

E perseverar é também um dos grandes elementos que devemos cultivar, pois aliado à confiança, nos levará ao sucesso que tenhamos em mente em nossos momentos criativos e de convivência, seja com amigos, profissionais ou parentes que façam parte de nossa vida diária.

Devemos empreender nossa luta íntima para não vivermos no clima de desconfiança, um fator importante para desenvolvermos amizades preciosas e não nos atormentarmos num clima de dúvida sem sentido, pois isso seria uma forma de preconceito que não leva a nada.

Lealdade e confiança devem estar acima de qualquer coisa, como disse um grande filósofo, e não tenhamos receio de encarar e corrigir nossos possíveis erros.

Perseverar em não errarmos, ou fazê-lo o mínimo possível, deverá ser nossa meta, mas se acontecer, tenhamos a coragem de expor nossa fraqueza e a firmeza de corrigir já será um fator determinante para que nossa confiança seja restaurada.

Podemos também ter nossas dúvidas, claro, pois somos humanos e inteligentes e não estúpidos ao ponto de termos confiança absoluta em nós mesmos.

Quem duvida terá sempre a chance maior de aprendizagem.

E não nos esqueçamos de que a confiança começa, na maioria das vezes, na autoconfiança, pois quem não confia em si mesmo, como poderá confiar no seu próximo?

Vamos aprendendo, com nossa convivência e perseverança, a entender nosso próximo, sabermos reconhecer aquilo que realmente tenha valor para nosso dia a dia, nossa luta diária, tanto material quanto espiritual.

Perseverar em tentarmos reconhecer sinais que nos ajudem a detectar particularidades, deve ser nossa meta sempre.

Claro que confiança é o resultado do conhecimento que temos no nosso próximo, para isso a convivência é essencial para que o crédito que damos e recebemos de alguém seja autêntico e bem-vindo.

Abraços e bom domingo, confiando e perseverando em nossos princípios 🙂

Amanda

 

Anúncios

Publicado em fevereiro 12, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Como sempre exlente penso o mesmo amiga o qto es importante a confianca ufff Obrigada por tan linda reflexión querida amiga Beijos 😘🌹🌹💋

  2. Maria Lucia FOrbes

    Muito bem colocado!

  3. Perfeito! Parabéns pela sua clareza de ideias. Bjs e boa semana. Regina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s