Moderar impulsos

Importante moderarmos impulsos e retomarmos a consciência do que seria mais adequado.

Um conceito que devemos tentar seguir sempre, afim de que possamos ter resultados em nossos propósitos, é principalmente o da persistência, como em todas as nossas iniciativas, pois sem perseverança nada conseguimos realizar.

Mas, tudo isso somente devemos seguir se estivermos lutando por um objetivo sério, qual seja nossa profissão, uma pesquisa que nos leve a resultados que possamos usar para melhorar nossos semelhantes, isto é, tudo o que for para melhorar a vida de maneira geral, seja pessoal ou profissionalmente.

O que temos que aprender a moderar ou a simplificar são nossos impulsos menos nobres, ou que nos leve a resultados que não nos propiciem ou a outros, benefícios esperados ou programados anteriormente.

Mesmo porque não nos esqueçamos de que impulso é, normalmente, um desejo intenso que nos leva a fazer algo de maneira inesperada e sem pensar nas consequências que poderão advir no futuro, próximo ou não.

Temos que ter em mente que o impulso nos leva a termos determinados comportamentos que podem nos conduzir a resultados nem sempre positivos, e por isso, cada vez que tomamos algumas atitudes, devemos estar preparados para suportar as implicações a que estaremos sujeitos.

Por isso, moderar impulsos se torna quase obrigatório, se queremos nos dar bem, e estudarmos com quem lidamos sempre, assim evitamos chegar a alguma situação que pode se tornar desastrosa e insolúvel.

Claro que, de vez em quando, algumas ocasiões se apresentam onde temos a vontade de dizer e/ou responder a alguém de forma não muito habitual, mas nessa ocasião é que temos que controlar nossas atitudes, e principalmente nossos impulsos, pois uma resposta mal dada poderá desencadear um tipo de comportamento que não seria muito habitual de nossa parte.

Já ouvimos algumas pessoas dizerem, quando o assunto é saber moderar o que dizer para não sermos ofensivos, que são autênticas e dizem o que pensam, mas dizer o que se pensa nem sempre significa autenticidade, mas sim, em muitas ocasiões, falta até mesmo de discrição e educação.

Conter-se não significa falta de personalidade, e sim uma questão de educação e de respeito à opinião alheia, pois temos que nos conscientizar de que nem sempre temos razão naquilo que pensamos e no que venhamos a dizer.

Controlar nossos impulsos numa ocasião em que divergimos da opinião de alguém num grupo, não quer dizer que não saibamos o que pensar, mas sim, que respeitamos a opinião do nosso próximo, que, muitas vezes, estamos completamente errados.

Só que precisamos ser humildes, e manter nosso autocontrole, para que nossa opinião possa ser ouvida e respeitada.

Para que isso ocorra, devemos educar nosso impulso de dizer algo do qual não estejamos absolutamente certos, baseando-nos em experiências já feitas e comprovadas, para não nos arriscarmos a emiti-las levianamente e sermos vitimas de criticas que, de  alguma forma, nos desagradaria.

Abraços e bom domingo, sem impulsos levianos 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em setembro 11, 2016, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s