Sabedoria

Dizem que a sabedoria consiste em duvidar de si mesmo e de sua própria força.

Na verdade, essa certeza também significa nossa humildade em nos julgarmos a nós mesmos, encarando nossa capacidade de julgamento em relação à nossa vontade de luta, seja material ou espiritual.

Saber do que somos capazes é um sinal de que podemos aprender a nos julgar, tendo a consciência exatamente do que somos capazes, sem sermos pretensiosos e conhecendo nossa competência em relação a qualquer tipo de disputa a que estejamos sujeitos.

E, como dizemos, temos que duvidar de nós mesmos, da nossa força, pois não somos infalíveis e quando pensamos que estamos sendo corretos em alguma decisão, podemos estar errando e sujeitos a receber consequências com as quais não contávamos.

Se praticamos a humildade, saberemos quando e onde teremos que colocar nossa sabedoria a serviço de nossas atitudes para que elas sejam adequadas ao desenvolvimento de todas as obrigações que devemos cumprir.

A sabedoria é o dom que nos ajuda a discernir que caminho devemos seguir, qual a melhor posição a tomarmos nos diferentes contextos que a vida nos apresenta.

Uma decisão na medida certa mostrará nosso sentido de inteligência, aplicado à nossa adequada solução para o problema apresentado e tentarmos antecipar as possíveis consequências que nossa atitude possa ocasionar.

Sabedoria não deixa de ser um resultado da vivência durante a vida, onde, com nossa experiência, vamos observando as decorrências de tomadas de atitudes que, se forem levianas, poderão nos trazer o que não esperávamos ou planejávamos.

Temos que aproveitar nossa própria força que já nasceu com nosso caráter, e que pode servir como elemento de coragem para termos o ânimo de mudar algo que só poderá nos trazer melhorias no correr de nossa vida.

Já li uma vez que a consciência de nossa força pode nos fazer modestos, mas na verdade temos que também nos conscientizar da potência que possuímos, para que tenhamos o poder da luta de acordo com a honestidade que deve fazer parte de nossa personalidade.

Isso, para conseguirmos alcançar os resultados que esperamos, e que dentro do raciocínio e atitude de luta e de mudança, possa nos levar ao fim que era a nossa meta.

Para atingirmos nosso objetivo em mudanças às quais nos propusermos, o ideal é estudar cada possibilidade pormenorizadamente, e esperar resultados que possam beneficiar não somente a nós mesmos, mas também ao nosso próximo, o que poderá até mesmo mudar sua vida.

Por exemplo, temos que ter em mente que amigos não pesam, pois eles constituem nossa própria força, e dessa força poderá chegar nossa sabedoria de tomar atitudes que serão benéficas à nossa vida e também de nosso próximo.

Vamos, portanto, cultivá-los com carinho e sinceridade sempre.

Amigos são transmissores de sabedoria, se soubermos e quisermos ouvi-los e para isso temos que aprender quem é quem.

Abraços e bom domingo, tentando sempre cultivarmos a sabedoria, principalmente da amizade e convívio social 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em maio 1, 2016, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. A vida ensinou-me que para exercer e dominar a sapiência precisamos ter conhecimento de nossa potencialidade para usa-la da maneira mais correta possível..
    Você já disse tudo. Bjs

  2. sabedoria é uma benção quando nos ensina a viver do melhor modo possível, sem jamais prejudicarmos nosso próximo. Boa semana, querida! beijos, regina,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s