Pensar antes de falar

Sempre, desde que começamos a entender algum conceito, ouvimos de nossos pais que é importante pensarmos antes de falarmos algo, para que não nos arrependamos depois.

Pode ser mesmo muito tarde, e perdermos a chance de nos retratarmos ou de sermos perdoados por palavras ou atos que tenhamos praticado e cujo pedido de desculpa nunca seja o suficiente para que as pessoas ofendidas possam nos perdoar.

A pessoa sentida talvez não nos dê a oportunidade de sua presença para que possamos apresentar nossas escusas ou justificativas.

Aprendemos que a palavra é de prata e o silêncio é de ouro, portanto, se pudermos pensar bem antes de exprimirmos nossas idéias e opiniões, diminuiremos o risco de errarmos ou de contrairmos uma inimizade gratuita e desnecessária.

Claro que não podemos nos eximir sempre de fazermos uma apreciação ou definir uma preferência, pois daremos a impressão de não termos um juízo sobre um assunto abordado, mas devemos fazê-lo com o cuidado de evitarmos alguma ofensa pessoal.

E sem impormos nossa opinião com se fosse a mais correta e a única plausível

Como digo, não somos donos da verdade, e temos que nos conscientizar disso.

Como diziam os antigos, liguemos nosso “desconfiômetro”.

Tudo que falamos deverá ser expresso com educação, respeitando as circunstâncias, pois algo que nos parece inadequado para uma pessoa ter falado ou ter tomado alguma atitude, pode ser normal para outra, devido ao seu ritmo de vida, suas posses, sua cultura, ambiente onde terá crescido, etc.

Dependendo de todas essas circunstâncias, nossos conceitos mudam bastante, a um ponto de considerarmos certas atitudes menos ou mais importantes.

Não vale a pena a teimosia estéril que não leva a nada, ou discussões sem absolutamente nenhum proveito.

O raciocínio, portanto, é para o qual temos que nos valer a fim de evitarmos situações mais difíceis, provocadas pelo nosso comportamento impensado em certas circunstâncias.

Já li que até o tolo, quando se cala, passa por sábio.

Melhor calar-se que falar algo que possa ofender sem nenhum resultado positivo, ou que seja de proveito para mudar alguma situação.

Processemos a informação recebida, para não corrermos o risco de não termos entendido e com isso não sabermos a hora de parar ou de entendermos bem o que devemos dizer, e com isso diminuirmos o risco de ofendermos ou sermos ofendidos indevidamente.

Não nos esqueçamos: pensar antes de agir ou de falar, um dos segredos do bem viver.

Abraços e bom domingo 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em janeiro 17, 2016, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Enquanto todas as revistas femininas e as apresentadoras de TV mandam que as pessoas sejam ” espontaneas ” e ” ponham pra fora” o que pensam , você é a única a convidar sensatamente à reflexão e ponderação…. bravo!!!

  2. Excelente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s