Arquivo diário: maio 10, 2015

Generosidade

Generosidade é um sentimento nobre, que aplicado, tem um enorme valor, uma vez que se trata de uma característica que envolve muito mais do que simplesmente bondade.

Uma pessoa generosa divide até mesmo o pouco que possui. Independe do montante de que dispõe, o generoso divide o que tem, sem fazer a conta.

E não só bens materiais, mas até mesmo seu tempo, se necessário, sem a necessidade de receber algo em troca.

E quem recebe costuma considerar o ato generoso de um valor inestimável, pois é uma atitude de desprendimento, e pode parecer pouco para quem faz, mas tem um enorme valor para quem recebe.

Muitas vezes, simples palavras amáveis e de incentivo podem representar um grande gesto de generosidade, e até mudar o rumo de uma vida.

Uma palavra, uma opinião, um ato de bondade, de carinho, de apoio e de compreensão podem ser de grande valia para alguém num momento de solidão ou de indecisão, e esse tipo de atitude pode ser chamada de generosidade pela importância que assume naquele instante.

Vemos muito a virtude dessa atitude em animais de estimação, que nos oferecem carinho e até mesmo consolo nos momentos em que nos sentimos carentes pela tristeza de acontecimentos que independem de nossa vontade e atividade.

E esse gesto é instintivo neles – sem medir esforços, uma atitude que deveríamos aprender e desenvolver cada vez mais.

Lembrando que é fácil dividirmos o que temos, mas quem é generoso passa a dividir até mesmo o que possui com certa dificuldade.

Hoje em dia, nosso maior bem é o tempo, que em muitos casos e para muitas pessoas, pode ser até mais precioso do que bens materiais, pois o tempo que passou não volta jamais, aproveitá-lo é uma arte inigualável.

Então, uma palavra de consolo ou de amabilidade pode levar uma pessoa que nem esteja muito bem, a considerar a possibilidade de reabilitação, de renovação, de maneira mais positiva de ver a vida, e com isso renovar alguma luta esquecida.

Acho louvável podermos ajudar o próximo a encontrar forças renovadas através da generosidade que pôde detectar com as atitudes de pessoas amigas e desprendidas que, se esquecendo de seus próprios problemas, se dedica a auxiliar, nem que seja com conselhos e com a humildade de ouvir.

Mesmo porque, ouvir faz parte do desprendimento e auxilia de maneira especial outra pessoa que necessita de um apoio, muitas vezes, mais do que uma ajuda financeira ou material.

Isso tudo é generosidade, atitude de se oferecer, de se entregar.

E por que não doar também bens dos quais não precisamos mas que para outras pessoas ou instituições que cuidam dos mais necessitados, serão de grande utilidade.

Sempre podemos praticar a generosidade em vários aspectos.

Vamos pensar nisso seriamente?

Abraços, bom domingo e um Feliz Dia das Mães 🙂

Amanda