Propósitos

Sempre que pretendemos realizar algo, precisamos, em primeiro lugar, levar em conta se temos ou não as condições ideais para obtermos os resultados aos quais nos propusermos.

Isso para que evitemos de sofrer as decepções que poderiam advir de atitudes precipitadas, e antes que acontecimentos inevitáveis nos levem a problemas de difíceis soluções.

E para que possamos realizar nossos propósitos, não bastam as boas intenções, mas a força de nosso trabalho, seja ele físico ou mental, no sentido de alcançarmos tudo que desejamos.

Se não conseguirmos, pelo menos valeu nossa luta, e se conseguimos a vitória, nosso sentido de orgulho de realização nos dá um tremendo conforto e maior auto confiança.

Claro que existem vontades e desejos fora de propósito, e é aí que temos que contar com nosso bom senso para que consigamos pretender resultados naquilo que possamos ter alguma chance de vencer.

É nessa oportunidade que devemos usar o que os antigos chamavam de “desconfiômetro”, isto é, desenvolvermos nosso sentido de análise isenta de qualquer ânimo, do que temos a capacidade de fazer ou não.

Sem esse sentido, muitas vezes, temos a pretensão de realizarmos atividades para as quais não estamos aptos, ou nem mesmo temos tendência.

E nesse caso promovemos para nós mesmos uma desilusão desnecessária, pois não tivemos a oportunidade de analisarmos nossa competência.

Então, os propósitos também devem ser concebidos de alguma porcentagem de capacidade de realização.

Na verdade, propósitos são desígnios, finalidade, intenções que, em geral, nos impomos implantar em nossas vidas para que tenhamos melhores resultados em tudo o que pretendamos fazer.

E, importante para nos propormos a algo que desejamos, é termos consciência das limitações em todas as áreas de nossas vidas, para que possamos realizar atividades para as quais realmente somos capazes.

Mas importante também lembrar, que mesmo reconhecendo nossas limitações, isso não exclui a luta para atingirmos os propósitos que pretendemos atingir, pois nossa força de vontade é imperativa e pode nos ajudar a alcançarmos resultados que nem mesmo poderíamos imaginar. Paciência e perseverança são palavras chave para conquistarmos nossas metas.

Um costume interessante e que quase todos fazemos são os propósitos de início de cada ano:

Comer cada vez menos, fazer mais caridade ao nosso próximo, seguir com mais intensidade nossa religião, estudar mais, resolver os problemas sem deixar nada pendente e outros desígnios que nossa vontade deseja alcançar.

Não vamos esquecê-los. Viver com propósitos é evoluir e realizar.

Abraços e bom domingo, cheio de bons e realistas propósitos 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em abril 12, 2015, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Riqueza de propósitos. É um luxo tê-los para a
    realização de grandes ideias e grandes projetos existenciais.

  2. Eleonor Pereira

    Muito interessante esse assunto, pois acredito também que a vida sem propósitos deve ser muito vazia !! Bjos !!

  3. Sueli Puccinelli Geraldi

    Muito bom o tema escolhido! Temos sempre que ter algo bom em mente para realizar! Isso nos dá motivação e vontade de crescer a cada dia!
    Super beijo a você daqui de Varadero/Cuba!
    Sueli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s