A Força da Palavra

A palavra, dentro de uma frase, pode modificar totalmente o sentido do que queremos expor. Por isso devemos nos cuidar sempre ao dizermos algo, pois a palavra mal colocada transforma toda uma ideia, também mal colocada sem prévia concepção.

A função principal da palavra é representar partes ou a totalidade do pensamento humano, por isso ela constitui uma unidade de linguagem.

A palavra define sempre, ou quase sempre, uma ideia, uma proposta a ser exposta, uma crítica ou um elogio, por isso é algo que precisamos prestar atenção. O poder da palavra pode se tornar até mesmo algo perigoso ou comprometedor.

É uma manifestação que existe por trás de um conceito pré-concebido e que esteja sendo exposto através das palavras, que são combinadas para criar as frases.

A palavra se torna algo muito poderoso, e precisamos tomar sempre cuidado ao emiti-la, pois ela é forte e se expressamos uma opinião, fica registrado.

Assim, temos que respeitar quando damos a nossa opinião sobre uma pessoa, um funcionário que trabalha em nossa empresa ou em equipe, o que pode comprometer toda uma carreira.

Usar também a palavra para assumir o compromisso de uma ideia exposta ou uma obrigação assumida, inspirando a confiança em quem nos contrata, é muito valioso, pois a palavra significa nesse caso, o mais importante.

Outro aspecto é quando prometemos dar a nossa palavra no sentido de conseguirmos cumprir o prometido.

A força de uma expressão se manifesta em diversas ocasiões, quando expomos uma ideia, ouvimos um sermão autorizado feito por um religioso, que exprime propósitos que devemos fazer no sentido de modificarmos costumes que não são muito saudáveis e que podem nos prejudicar a vida.

Muito cuidado, portanto, devemos ter, ao nos expormos falando algo que pode nos comprometer, e que muitas vezes não teremos como nos libertar, mediante um compromisso já assumido, e que se não podemos cumprir, estaremos falhando com nossa promessa, e poderemos ser vitimas de uma vingança boba e causar consequências inimagináveis.

Às vezes, falamos sem medir as consequências, expomos opiniões a respeito de pessoas, situações, profissões, sem pensarmos antes de falar, nos arriscando até mesmo a recebermos algum tipo de vingança pessoal, pois defendemos assuntos delicados e comprometedores.

Assim, temos que ter muito cuidado ao usarmos a palavra, ela é mesmo uma arma de dois gumes, ao mesmo tempo que pode consolar, pode ofender, até mesmo que não tenhamos tido a intenção.

De outro lado, se podemos usar palavras amáveis, consoladoras em ocasiões de tristeza para alguém a quem queremos bem e que esteja atravessando um período difícil, conseguiremos, muitas vezes, trazer um pouco de alegria, ou diminuir a tristeza.

Portanto, não nos esqueçamos nunca da força que uma palavra pode ter, para o bem ou para o mal!

Abraços e bom domingo 🙂

Amanda

Anúncios

Publicado em outubro 15, 2017, em Inteligência Social e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. “ Muito cuidado, portanto, devemos ter, ao nos expormos falando algo que pode nos comprometer, e que muitas vezes não teremos como nos libertar,”. : Suprema sapiência sua, Amanda ….

  2. Hmm , a palavra lançada , que não se recupera ! Importantíssimo, Amanda !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s