Arquivo diário: fevereiro 1, 2015

Perseverança

 

Característica de quem persevera, de quem insiste na realização de algo que imaginou poder servir ao próximo, ou à humanidade.

Seja no âmbito particular, seja em benefício da sua saúde, seja para seu bem estar, é muito válido perseverar, insistir numa determinada realização que, se for construtiva, poderá transformar sua vida — ainda que seja simplesmente para sua alegria e concretização de um sonho ou de algum projeto.

É válida a insistência para a realização de qualquer atividade para a qual nos propomos, e da qual nos beneficiaremos, como a organização de nossa empresa ou de nossa casa, locais que, de alguma maneira, usufruímos no nosso dia a dia.

Os resultados que esperamos normalmente chegam de acordo com a dedicação que nos dispusermos a oferecer, e as consequências quase sempre dependem desse cuidado que tivemos no estudo e no planejamento de cada atitude que tomarmos desde o início do projeto até o final de sua realização.

Isso tudo deveremos inteiramente ao tipo e intensidade da dedicação que tivermos em favor da concretização desses projetos.

Entra em desafio a capacidade de suportarmos situações com firmeza, mesmo diante de dificuldades que tenhamos de enfrentar e que exigem de nós uma grande força de vontade para sua realização.

A perseverança é extremamente importante para atingirmos nossos objetivos de vida, de sucesso que visualizamos nos nossos planos, nas atividades iniciadas e cujo término dependerá de nossa força de vontade e determinação.

Podemos dizer que a perseverança tem como seus sinônimos a constância, a persistência e a tenacidade, que muitos chamam, desdenhosamente, de teimosia.

E o mais importante, mesmo nos dedicando e praticando a perseverança como sempre digo, devemos não nos deixar impressionar caso não consigamos os resultados para tudo o que lutamos, pois muitas vezes o que desejamos nem seria para o nosso bem.

Não se trata de conformismo, e sim de sentido de realidade, para evitarmos o sofrimento desnecessário e, muitas vezes, fora de nossa capacidade de superação.

Por isso, tentemos evitar as decepções que nos levam a desgostos desnecessários.

Perseverar é, antes de tudo, lutar, continuar a luta e saber quando, mesmo lutando, tudo pode não corresponder ao que esperávamos por circunstâncias adversas ao nosso meio, à nossa vontade, ou mesmo ao nosso desempenho, pois, por mais que nos esforcemos, existem momentâneas circunstâncias intransponíveis.

E lembremo-nos sempre dos sábios dizeres:

“Concede-me Senhor!

A serenidade necessária

para aceitar as coisas que eu não

posso modificar.

Coragem para modificar

aquelas que eu posso

e sabedoria para

distinguir umas das outras”.

 

Abraços e ótimo domingo 🙂

Amanda