Deslumbramento

Muitas vezes dizemos que alguém se achava deslumbrado com algum evento ou em relação a uma pessoa que acabou de conhecer e se impressionou com o que escutou a respeito de qualquer assunto.

Mas essa admiração deve ser muito bem cuidada, pois podemos, às vezes, nos impressionar com algo que para nossa atividade pode não ser o ideal e não tenhamos condições de conseguir os resultados que esperávamos e os quais necessitamos.

Temos que nos cuidar para não nos deslumbrarmos com algo que ouvimos ou vimos de forma rápida, sem usarmos o raciocínio, e analisarmos toda uma situação sem que façamos uma análise que nos permita tomar atitudes adequadas em relação a uma situação que estava sendo apresentada.

Importante não nos deslumbrarmos com qualquer situação, sem analisarmos todo o conteúdo e o resultado que poderá advir dessa operação que estávamos planejando, ou com tudo o que nos chega e que não conhecíamos antes. Por ser uma novidade, corremos o risco de nos iludirmos.

O deslumbramento é algo que fascina e provoca admiração, encanto, mas por isso mesmo, precisamos tomar muito cuidado para não nos fascinarmos com situações complexas, de difíceis soluções.

O raciocínio é o mais importante, para não corrermos riscos de nos enganarmos, seja em qualquer âmbito de atuação que estivermos desenvolvendo naquele momento, que tenha nos deslumbrado com aparências enganosas.

Podemos nos encantar com as novidades que vamos tomando conhecimento e com suas utilidades.  Mas devemos tomar muito cuidado, por exemplo, com o desconhecido, pois ele gera curiosidade, e deslumbramento.

Vamos nos deslumbrar com aquilo que temos certeza e que nos inspira exemplo para que nossa vida seja mais fácil e vivível.

E para vocês, meus abraços deslumbrados 🙂

Amanda

Celebrar

Quando falamos em celebrar, fazemos geralmente com alegria, comemorando um resultado que tenhamos conseguido.

Lutamos por algo que desejamos alcançar e quando obtemos, devemos nos sentir agradecidos e, muitas vezes, vitoriosos, pois em alguns casos a luta é grande e o resultado deverá ser mesmo festejado.

E isso deverá ser feito em qualquer tipo de graça obtida, seja em relação a saúde, a profissão, ou a algum desejo que tenhamos tido e cujo resultado tenha vindo da maneira que desejávamos.

A celebração pode ser efetuada em qualquer área de atividade humana, através de alguma compensação financeira, ou por meio de agradecimento oral, com palavras de agradecimento que sempre satisfazem quem fez algo que nos deixasse felizes.

E a gratidão pode ser exposta de diversas maneiras.  Podemos enaltecer, promover louvores a alguém ou algum grupo que tenha colaborado para o bom resultado de alguma obra especial, celebrar algum contrato ou algum resultado obtido pelo bom desempenho de alguém ou de algum grupo.

É simplesmente a comemoração de algo que se tenha desejado ou lutado para ser obtido.

Na área pessoal também deveríamos comemorar sempre, de diversas maneiras, nossas conquistas e acontecimentos positivos, realizações, que fazem parte de nossa vida.

Assim, não podemos nos esquecer de celebrar datas importantes, seja de nosso aniversário, ou um momento que tenha trazido boas lembranças, como realizações que tenhamos guardadas por nós com amor.

Eu celebro cada uma dessas diversas lembranças de minha vida, mesmo as aparentemente pequenas, pois cada uma significa algo muito importante.

Sempre é tempo de celebrar a vida, em amor e gratidão, agradecendo e nos lembrando com humildade e alegria de cada meta alcançada.

Não nos esqueçamos de que todo dia é uma vitória.

A vida já é um motivo para celebrar!

Abraços e um ótimo domingo 🙂

Amanda

Apreço

Apreço é a afeição que se sente por alguém ou por algo, é admiração, consideração que dedicamos a membros de nossa família e nossos amigos com quem temos uma convivência que nos faz felizes.

A estima que dedicamos significa carinho e, principalmente, respeito.

Quanto mais íntimos somos, mais consideração temos que ter com as pessoas, pois intimidade não pode e não deve permitir que faltemos com o respeito, ao contrário, temos que cultivar a educação com nosso próximo, quanto mais próximo.

Claro que devemos manter o diálogo, o que nos permite expor nossas ideias e opiniões, e, muitas vezes, encontrarmos a solução ideal. Vale tentar!

O apreço denota justamente estima às pessoas que queremos bem, e com quem temos a convivência.

E também a aceitação até mesmo da diversidade das culturas de nosso ambiente, o mundo em que convivemos, lembrando que a tolerância é, antes de tudo, uma atitude ativa, fundada no reconhecimento dos direitos universais da pessoa humana, e mesmo das liberdades fundamentais do outro.

Claro que praticar a tolerância não significa tolerar a injustiça social, ou renunciar às nossas próprias convicções, e nem mesmo fazer concessões a respeito daquilo que está em questão.

O apreço resulta de um amor que se tem por alguém que conquista nossa admiração e respeito, mesmo quando discordamos.

Recebam meu apreço, através desse amor, admiração e respeito que sinto por todos vocês

Abraços e um ótimo domingo 🙂

Amanda

Controle

Controle é algo que devemos cultivar em todos os aspectos de nossa vida, pois toda vez que nos descuidamos e nos descontrolamos, recebemos resultados que não esperávamos e que normalmente não nos agradam.

Isso em todos os aspectos, seja particular, profissional ou comercial.  As consequências podem se tornar difíceis de serem suportadas e superadas.

Pensar antes de agir, portanto, é um grande princípio que pode nos auxiliar a evitarmos efeitos de nossas ações impensadas.

E nos controlarmos constitui uma arte que não é fácil.  Nossa tendência natural seria de agirmos espontaneamente e nem sempre pensarmos no que nossa ação daquele momento poderia ocasionar.

Consequências, muitas vezes, se apresentam insuportáveis, e sem condições de retorno.

E não só devemos nos cuidar na área profissional, mas no âmbito pessoal, entre amigos ou familiares, colegas de colégio ou profissão.

No trabalho, a sabedoria do controle deve ser desenvolvida, pois temos um desafio constante em conseguirmos progredir naquilo que desenvolvemos numa empresa, num colégio ou em outro tipo de atividade em que temos colegas de profissão na mesma área.

O controle é usado para definir o domínio de fiscalizar e administrar determinada situação ou tarefa.

O controle empresarial, por exemplo, contém elementos de organização que contribuem para que os colaboradores alcancem seus objetivos, de acordo, claro, com as metas estabelecidas pela empresa.

Importante, pois esse controle equilibrado serve para monitorar as atividades dos funcionários, avaliando se a organização seguiu seus objetivos estabelecidos ao ser criada.

E fazer as correções, sempre que necessário!

O controle é, assim, uma função administrativa por meio da qual o desempenho é avaliado, permitindo que se mantenha ou que se mude, muitas vezes, toda uma forma de agir, decidir e administrar, seja na vida pessoal como na profissional.

Avaliemos e analisemos sempre o nosso desempenho, mantendo o controle empresarial sem nunca perder o controle pessoal.

Abraços 🙂

Amanda

Sensibilidade

Quando falamos em sensibilidade, pensamos em alguém sensível, capaz de ter sentimentos os mais íntimos possíveis, sejam em qualquer área na qual o ser humano esteja vivendo.

É um sentimento que devemos manter, pois, por mais que possamos possuir bens materiais ou experiência de vida, devemos ter o máximo cuidado para não perdermos esse sentimento tão bonito.

E que pode tornar nossa vida muito agradável, e nos ajudar a superar outros problemas que a própria vida nos traz.

Se mantemos nossa área sensível, conseguimos achar sempre algo proveitoso tanto social, quanto profissional, ou dentro dos membros que constituem nossa família.

Teremos condições de detectar e reconhecer as necessidades e desejos dos membros de nossas famílias, suas realizações, e se somos instados a ajuda-los, podemos fazê-lo com capacidade e boa vontade.

E aos nossos amigos também.

Porque quando vemos o resultado obtido através de nossa ajuda, ficaremos felizes e realizados, com certeza!

Não nos esqueçamos de que a sensibilidade pode ser a propensão natural de o ser humano se deixar levar pelos afetos de ternura e da compaixão.

Por exemplo, para uma pessoa altamente sensível, a chave para um relacionamento bem-sucedido está em transmitir ao outro o que ele deseja do relacionamento estabelecido e encontrar um parceiro que entenda que suas emoções fazem parte de sua natureza.

Li um dia que a pessoa sensível precisa abraçar essa característica de sua personalidade e não combatê-la, pois ela normalmente pode se revelar uma ótima líder, amiga e parceira.

Procuremos, sempre, ajustarmos o equilíbrio e a sensibilidade, que é a faculdade de sentir e a propensão natural de o ser humano se deixar levar pelos afetos da ternura e também da compaixão.

Se temos sensibilidade, somos capazes de sentirmos empatia, e sermos sensíveis ao clima, às emoções!

Abraços sensíveis e um ótimo domingo 🙂

Amanda