Arquivo diário: dezembro 13, 2020

Inquietação

Se percebemos que estamos inquietos, muitas vezes sem um motivo aparente, devemos analisar se nossas atividades, tanto mentais quanto físicas, estão de acordo com nossa vontade.

E também com nossa capacidade de conseguirmos realizar, na prática, aquilo que nossa mente chegou a imaginar que faríamos e com o qual conseguiríamos resultados que esperávamos anteriormente.

Para evitarmos a inquietação que nossas dúvidas possam nos acarretar, devemos planejar o que vamos desenvolver, seja em que âmbito for de nossas atividades.

Sejam físicas ou intelectuais, pois nossa capacidade tem seus limites e devemos respeitá-los para que consigamos os resultados que esperamos e que poderão nos ajudar nas atividades que havíamos planejado.

E que tentamos desenvolver.

Tudo depende de nosso raciocínio dentro daquilo que planejamos executar, análise do ramo ao qual estejamos nos dedicando e de nossa capacidade profissional. 

E a experiência que tenhamos adquirido até mesmo em relação a algum trabalho desenvolvido até então.

Se ficamos inquietos, corremos o risco de conseguirmos produzir menos e ficarmos insatisfeitos com os resultados obtidos em nossas pesquisas e estudos que estaríamos fazendo.

Procurarmos expandir nossa capacidade intelectual com calma e estudos referentes a tudo aquilo que fomos capazes de idealizar é o ideal.

Sem a inquietação, e se conseguimos desenvolver aquilo que planejamos, provavelmente poderemos obter os resultados que havíamos idealizado.

Claro que tudo sempre depende de nossa experiência no assunto a ser tratado, sem que isso nos provoque uma inquietação que prejudique o desenvolvimento do assunto de nosso interesse.

Ânimo e dedicação são qualidades que nos ajudam a obter os resultados planejados. E que combatem a inquietação.

Abraços e ótimo domingo 🙂

Amanda