Arquivo diário: dezembro 16, 2018

Arriscar

Quando falamos ou pensamos em correr riscos, sempre nos vem à mente a dúvida de  que, exatamente nessa hora, o risco poderá trazer consequências das quais, muitas vezes, não poderemos ficar livres, ou que poderão nos prejudicar.

Pensar muito antes de nos arriscarmos é algo que devemos fazer, pois às vezes não temos a oportunidade de consertarmos o que já foi feito.

Portanto, pesar as consequências sempre é o grande segredo para conseguirmos, de alguma forma, tentarmos evitar resultados que possam nos prejudicar, seja na área pessoal, profissional ou financeira.

De qualquer forma, se arriscamos, estaremos sujeitos sempre a algum resultado surpreendente, que tanto poderá ser positivo quanto negativo.

O raciocínio deverá ser sempre nosso grande aliado.  Tomar providências repentinas sem pensar poderá trazer consequências difíceis de serem consertadas depois.

Prestarmos muita atenção às nossas atitudes, para que não nos prejudiquemos, seja do ponto de vista físico ou financeiro, pois nossa vida depende sempre de conseguirmos transpor as dificuldades que se apresentam, e que devemos lutar para que consigamos os resultados que nos farão felizes e tranquilos.

Mas claro que, algumas vezes, na vida de cada um de nós, somos praticamente obrigados a nos arriscarmos em negócios, mas isso deve ser feito depois de estudadas todas as possibilidades e se teremos condições de arcarmos com possíveis erros e mudanças que teriam que ser feitas.

Arriscar pode ser algo até muito atraente, um sentido de aventura que muitos possuem, até mesmo sem medir os efeitos negativos que um resultado inesperado pode ocasionar, portanto, repito, o negócio é pensar, medir, e imaginar se temos condições de aguentar o peso das consequências que poderão chegar.

Tomarmos cuidado para que a emoção do risco não nos traga resultados prejudiciais e comprometa a finalidade do que foi planejado.

Muitas vezes nos sentimos tentados a nos submetermos a esse tipo de emoção,  mas sempre devemos raciocinar e nos perguntarmos: será que vale a pena?

E, principalmente, temos que pensar e pesar se teremos condições, sejam físicas ou psicológicas de suportarmos aquilo que viria depois emocionalmente.

Sem duvida temos que ir atrás de nossos objetivos, e tudo requer uma luta sempre, mas eu quero crer que isso deverá ser feito com muita cautela para que as prováveis consequências não venham a nos prejudicar intensamente.

Assim, me arrisco agora, me despedindo de vocês e esperando que tenham gostado 🙂

O risco calculado é o segredo do sucesso!

Abraços e um ótimo domingo,

Amanda