Arquivo diário: dezembro 6, 2015

Amar é simples

Assisti outro dia um show muito especial de um grande cantor brasileiro, Pedro Mariano.

E fiquei muito bem impressionada, com sua voz, e nem se fala, com as músicas apresentadas, todas lindíssimas, com a apresentação da orquestra, enfim, tudo muito profissional e perfeito.

Uma das músicas de que gostei muito se chama: “Simples”, com autoria de Jair Oliveira.

Realmente, o título se refere ao amor, e o tema principal é:

“Elementar, meu caro amor, amar é simples”.

Não tem verdade maior em relação ao amor, pois ele é simples na sua concepção, no desenrolar de nossas vidas, na nossa profissão, no nosso dia a dia de maneira geral.

E é realmente elementar, pois basta olharmos para dentro de nós e para as pessoas que nos rodeiam e que convivemos para sabermos que, sem amor, nada conseguiremos realizar, seja na área pessoal, ou profissional.

O amor é, verdadeiramente, a mola que move o mundo, pois ele nos desperta o desejo de ajudar a quem nos rodeia e que esteja precisando de nós, seja na área física, psíquica ou emocional.

Muitas vezes, uma palavra que dirigimos a alguém no momento certo terá modificado sua maneira de agir, e com isso transformando os resultados para um convívio melhor, um perdão que a pessoa nem esperava pudesse ser capaz.

E, vamos convir que é simples poder amar. O amor é realmente a mola do mundo e amar é tão simples que não nos custa nada, nem esforço físico, nem mental, e muito menos financeiro.

Simplesmente Amar!

E nos lembremos da boa vontade que o ser humano tem, naturalmente em seu interior, de amar e ser amado.

Quantas vezes vemos resultados na vida de alguma pessoa amiga, que precisava somente de uma opinião, uma sugestão bem proporcionada aos seus problemas naquele momento, e cuja resolução dependia muitas vezes somente de uma opinião bem orientada e dada com amor.

Que o amor remove montanhas, sempre ouvimos de nossos pais, mas a verdade é que realmente ele nos condiciona a emitir palavras que podem servir como consolo ou incentivo para a resolução de problemas que antes poderiam parecer insolúveis.

E principalmente se o nosso ouvinte puder considerar nossa opinião como um prova de interesse, de afeição desinteressada, e somente com o propósito de ajudar na resolução de algum problema que no fervor dos acontecimentos poderia lhes parecer insolúvel.

Volto, então, a falar na humildade, inclusive, de saber receber sugestões e opiniões, desde que sejam emitidas por pessoas a quem respeitamos e amamos, e que também têm por nós, o mesmo amor e principalmente o devido respeito.

E isso sem falar no amor incondicional, que pode se referir ao nosso dar sem esperar nada em troca, como o que fazemos ao realizar uma caridade física ou financeira a quem de nós necessita, e quando falamos em ajuda, nos referimos, principalmente ao amor que nos faz, muitas vezes, emitirmos opiniões e conselhos que podem mudar uma vida.

Como se diz desde o início do mundo, o amor de mãe é um belo exemplo de amor incondicional, pois ela, em geral, ama sem exigir nada em troca, claro que salvando a orientação que a mãe tem até mesmo a obrigação de dar aos seus filhos, baseada na experiência que sua vida já lhe havia dado.

Então, vemos que a música tem razão: Amar é simples!

Escute, você vai gostar: https://vimeo.com/147492105

Abraços e bom domingo, regado de amor 🙂

Amanda